Críticas

Published on dezembro 4th, 2015 | by Melqui Oliveira

Vocalista do Slayer fala sobre fé e sua relação com o cristianismo

Esta entrevista é antiga, mas vale a pena conferir, interessante saber alguns pontos e opiniões.
Tim Henderson, do BW&BK, teve uma conversa detalhada com Tom Araya, vocalista do SLAYER, em janeiro de 2008, sobre diversos assuntos, incluindo sua espiritualidade.

BW&BK: Você é o mais espiritual da banda?
Araya: “Eu acho que eu sou o único que se aproxima disso”.

BW&BK: O que faz você levar a vida dessa maneira? Cultura chilena, pais, seu passado?

Araya: “Meus pais, eles me fizeram católico, então eu cresci com a religião em minha vida. Eu penso que este é o motivo. Isso realmente me fez uma pessoa melhor. Eu tento ensinar meus filhos para que acreditem ou não. Acreditar e ter fé – fé cega. Jeff (Hanneman – guitarrista) me perguntou uma vez, ‘Você pode explicar isso? Como você voce acredita em alguma coisa que você não pode ver?’ Eu olhei para ele e disse ‘apenas faça.’ Você tem que acreditar. Você simplesmente acredita. Eu não sei como isso foi inserido em mim. Porque ninguém me disse isso. É como eu sou e como me sinto. É o que eu acredito. Alguém me ensinou a acreditar – eu aprendi de alguma maneira. Mas meus pais nunca me disseram para acreditar em Deus. Eles nunca disseram ‘você tem que acreditar em Deus’, somente queriam me ensinar sobre Deus, sobre Cristo e todas essas coisas. Eu estou tentando ensinar isso a eles (meus filhos), porque para mim, tem ajudado muito em minha vida. Me deixado fazer o que eu quero. Ser bem sucedido no que eu faço. Fé cega”.

BW&BK: Qual é o atual modelo de negócio do Slayer – como você sobreviveria com a morte do CD?

Araya: “É algo que as gravadores têm conhecimento há algum tempo. Nós atualmente mudamos os produtos. Existem certas bandas que não fazem isso. Será diferente se eles colocarem nossas coisas para serem vendidas, a maioria, na internet. Já que a maioria de nossas vendas são em lojas, os fãs fazem com que o CD e o álbum continue existindo. Há pessoas que ainda preferem comprar álbuns. Os fãs que nós temos, eles são colecionadores de vinil. Os planos da Sony são de fazer um box com as nossas coisas. Eu sei que eles estão planejando outro box set – não de CDs. Eles estão pensando em um design especial, vinis especiais. Eles estão pensando em maneiras de gerar recursos. É isso que eles estão fazendo. Nós temos mais uma gravação restando em nosso contrato com Rubin. Então iremos sentar e discutir para ver se nós ainda queremos continuar fazendo isso conosco. É por aí que o negócio parece ir”.

BW&BK: Você gosta dessa parte dos negócios?

Araya: “Não realmente. Mas temos que estar nisto. O que eu mais gosto é o fato de que eu posso trazer alguma alegria – essa é uma maneira de dizer – alguma alegria e prazer para o público que temos. Isso pra mim é a melhor parte da coisa toda. Essa é a única coisa que eu realmente, realmente gosto no que eu faço. Eu gosto de ser criativo, mas sendo honesto, a banda esteve muito unida e criativa até o ‘Seasons’ (In The Abyss) e depois foi ficando relaxada. Isso retornou no ‘Christ Illusion’ – voce pode ouvir isso. Você pode dizer que voltou.”

BW&BK: Alguma idéia está surgindo em termos de material depois do “Christ Illusion”?

Araya: “Eu tenho idéias… mas eu tenho que ouvir músicas para ver se alguma coisa se encaixa. É como me colocar em um transe e ver o que acontece. É assim que eu escrevo. Eu tenho idéias – algumas delas eu ponho no papel, algumas não. Então, quando eu estou escutando música eu sempre tento pegar a batida, o sentimento e tempo da canção e tento ver o que isso me traz. Ou se está faltando alguma coisa nas minhas anotações, eu escuto algo e tento juntar com alguma coisa na minha cabeça. Eu pego meu iPod, escuto o som e leio minhas letras e vejo se encaixam. Você deve deixar que as coisas aconteçam ao invés de procurá-las. Se você procura muito, nunca encontrará. Você nunca encontrará porque está procurando. Com coisas como o processo criativo, você precisa deixar que elas cheguem até você. É como uma filosofia de vida – quanto mais você procura, menos você encontra. O que você precisa fazer é relaxar, e deixar que te encontre. Você precisa deixar acontecer. Fé e destino. Eu faço isso, eu deixo acontecer. Se você deixa acontecer, acontece. Não imediatamente. Você precisa de paciência e precisa estar alerta para os sinais. Algumas pessoas tem uma pessoa em suas cabeças falando com elas. Essas são as pessoas sortudas. A maioria do tempo, as coisas são mostradas para você – elas apenas precisam ser vistas. Você precisa sentar, ser paciente, porque vem. E quando vier, será maravilhoso (risos)”.

Fonte: Whiplash / Brave Words & Bloody Knuckles

Tags: , , , , ,


About the Author

Publicitário, diretor de arte, artista plástico e baterista da Occult Garden. Manager da Rhythm Rock Store e Sete Merch, co-produtor da Templo Metal Pocket e colaborador no templometal.com. Nesses últimos anos pude ver a apresentação do Dream Theater com a formação de 1999 no Brasil.



Back to Top ↑
  • Comprar!

    Enviar Notícia
    Rádio Online
    Podcast
    Shows e Eventos
    Cultos Online
    Moda Rock
    Tattoo
    imoralidade sexual
    Loja metal cristão
  • Link-Me

    linkme